segunda-feira, 9 de junho de 2014

Fanfic "Desire And Crime"- Capítulo 35

Autora: Larissa Hale (Nyah / Larissa)
Sinopse: Edward Cullen conhecido como Antonny, é chefe da Cosa Nostra Americana com apenas 28 anos. Homem impiedoso. Não mede esforços para acabar com alguém e conseguir o que quer. É um homem temido por todos,até mesmo pelo amor. Isabella Swan,conhecida como La Belle ou apenas Bella,tem 24 anos e é prostituta do bordel de James. Uma pessoa considerada fria e sem sentimentos. Foi abandonada pelos pais quando tinha 6 anos. Desde daquele dia não acredita mais no amor. Duas vidas que se encontram apenas em uma noite,mas que pode mudar a vida deles para sempre. Apenas um encontro vai entrelaçar suas vidas pela eternidade....
Capítulos:  /  /  /  /  /  / 7º /  /  / 10º / 11º / 12º / 13º / 14º / 15º / 16º /17º / 18º/19º / 20º / 21º  / 22º / 23º  / 2425º/26 27º / 28º / 29º / 30º / 31º  / 32º / 33º / 34º

Capítulo 35

Edward estava no altar á espera de Bella. Estava começando a ficar nervoso. Ele olhou em seu relógio rolex de ouro, e viu que Bella estava atrasada 6 minutos. 6 MINUTOS! Será que havia acontecido algo com ela justo hoje?



Emmett – que era o padrinho junto com Rose, ria do desespero do cunhado.





–-Será que aconteceu algo? – Ele indagou preocupado.




–-Fique calmo filho. As noivas atrasam assim mesmo. – Carlisle colocou a mão no ombro do filho.






–-Mas Bella sabe como eu fico quando ela se atrasa. Merda! – Ele praguejou baixinho.




–-Edward ela não vai te largar. Você esta pior que Jasper. – Emmett disse rindo.




–-Eu só não te dou um tiro, porque você esta no meu casamento. E estou tão nervoso que sou capaz de errar a mira. – Edward disse crispando os lábios em uma linha reta.





A caminho dali.....







Bella estava sentada ao lado de Jacob e Leah no carro. Bella torcia as mãos nervosamente, a Antony se mexia agitado dentro de si. Sentia naquele momento todo o nervosismo da mãe.



–-Eu não acredito que você vai se casar. – Leah disse sorrindo.




–-E ainda mais com Edward Cullen, o milionário mafioso. – Jacob disse e Bella riu.




–-Simplesmente aconteceu. Um dia eu era uma prostituta e agora vou me casar. Custa acreditar isso tudo. – Bella confessou afagando sua barriga de 6 meses recém completados.







Até agora sua ficha não parecia ter caído. Parecia que havia sido ontem que conheceu Edward lá naquela boate. Aquela figura masculina, com sua expressão sexy, que exalava excitação por onde passava. Bella acabou se lembrando de seus encontros sexuais com ele, que acabaram se tornando frequentes, até que acabou resultando em uma gravidez não plenajada.





Bella não gostava de se lembrar desses momentos que se passou. Uma hora estava tão feliz com a chegada de seu primeiro filho, que chegou a largar seu emprego, só para dar uma vida digna ao seu filho. E em uma outra hora o havia perdido da forma mais dolorosa possível. Mas ela havia dado a volta por cima, e estava ali e grávida.





O carro parou dentro da propriedade de Esme. Só havia ali homens que cuidavam da segurança. Os convidados estavam nos fundos, aonde estava o altar.





Leah foi a primeira a sair do carro. Foi na frente para avisar que a noiva já esta ali. Jacob ajudou Bella a sair do carro. Foram andando até os fundos. Todos os convidados se levantaram assim que a viram. Havia em sua frente um tapete formado por diversas flores. Edward a encarava sorrindo. A marcha nupcial começou a tocar. Era o momento.




–-Vamos Bella. – Jacob sussurrou.




Bella enlaçou seu braço no braço de Jacob. Tremia dos pés a cabeça, tinha medo de cair na frente de todo mundo.



–-Não me deixa cair Jake. – Ela disse á ele. Jacob assentiu em concordância.




Jacob e Bella começaram a andar. Edward achava que estavam andando devagar demais. Sua vontade era de ir até lá e traze-la.




–-Cuide dela. – Jacob disse entregando Bella a Edward.




Bella encarou Edward com um sorriso brilhante. Os dois deram as mãos e encararam o padre ,que deu inicio a cerimônia.



–-Estamos aqui hoje, para celebrar a união de Edward Antony Masen Cullen e Isabella Marie Swan, duas almas que se encontraram, e que estão prometidas a ficar juntas para sempre.... – O padre discursava.



Foram quase 15 minutos só dele falando sobre o amor e a união. Bella escutava atentamente, mas Edward ficando meio entediado e tentava não bocejar. Para ele aquilo parecia mais um discurso de formatura. Por quê ele simplesmente não perguntava se eles se aceitavam como marido e mulher? Com certeza iria lhe poupar muito tempo.




–-Edward Antony Masen Cullen, você aceita Isabella Marie Swan como sua legitima esposa, para ama-la e respeita-la até que a morte os separe?



–-Sim. – Edward disse de imediata.



–-Isabella Marie Swan, você aceita Edward Antony Masen Cullen como seu legitimo esposo, para ama-lo e respeita-lo até que a morte os separe.




–-Aceito.




Foi a hora das alianças. Edward foi o primeiro a colocar o anel e repetir as palavras do padre e depois foi a vez de Bella.





–-Pelos poderes de deus investidos á mim, eu os declaro marido e mulher. Pode beijar a noiva.




Edward não pensou duas vezes. Enlaçou a cintura de Bella com uma mão e puxou para si. Ele se aproximou dela até onde a barriga permitia. A outra mão a puxou pela nuca colando seus lábios. Não era um beijo simples. Parecia que havia se esquecido do mundo ali ao seu redor. Era como se na houvesse ninguém ali alem dos dois. Era um beijo que Edward e Belal tinham.




Os convidados todos se levantaram aplaudindo, e os dois se soltaram. A festa também aconteceria ali. As mesas estavam ali todas á espera dos convidados.





Antes, como manda a tradição Bella iria jogar o buque. Todas as mulheres queriam, até mesmo Alice e Rosálie que já eram casadas entraram na disputa. Bella se virou de costas, contou ate três e jogou. As mulheres quase se atracavam no chão, mas o buque passou direto e caiu no colo de Victória, que olhou para James surpresa. Nessa hora sua gravata parecia ter se apertado demais ao seu pescoço.




–-E então senhora Cullen esta feliz? – Edward disse no ouvido dela. Era a primeira dança dos noivos.



Cantava a musica Halo da Beyonce.



–-Muito feliz. – Ela respondeu.



–-Espero poder compartilhar dessa felicidade hoje á noite. – Edward mordeu a orelha dela.




–-Edward. – Bella ralhou lhe dando um tapa de leve no braço.



–-Serio. O que você esta vestindo? – Ele sussurrou acariciando as costas dela com a ponta dos dedos.




–-E seu eu te dissesse que eu estou com um conjunto bege nada sensual? – Ela disse segurando o riso. Edward soltou um gemido de dor.




–-E eu te diria que acabei de broxar.





Emmett resolveu fazer um discurso em homenagem aos dois. Bella já podia imaginar o que viria. Com certeza ele iria dizer algo que a constrangeria para o resto de sua vida.




–-Olá, meu nome é Emmett Maccartney, e tenho a felicidade de ser o cunhado de Edward. Conhecia Bella há um ano, foi uma cena um tano inusitada e que não gosto de me lembrar. Mas esses dois parecem dois coelhos. Bem, mas isso não interessa. Bella, eu só queria te dizer obrigado em nome de toda a família. Você transformou esse homem turrão em uma pessoa diferente. Espero que continue assim pelo resto da vida. Um brinde ao casal. – Edward disse levantando a taça de champanhe.





Bella olhou e sorriu aliviado para Edward. Não havia sido tão mal assim, a não ser a parte dos coelhos.





–-Ai. – Bella gemeu.



–-Você esta bem minha filha? – Renée perguntou.




–-Foi só Antony que chutou forte demais. – Bella respondeu alisando sua barriga.




–-É melhor se acostumar. Quando Emma aprendeu a se mexer não parou mais. Eu até pensei que ela fosse uma jogadora de futebol. – Rosálie disse brincando comsua filha.




–-Claro. Ela é filha do Emmett. – Alice disse zombando.





Já eram 19:00 h . Bella e Edward precisavam se trocar para pegar o avião para a França. O voo seria longo e bastante cansativo.




–-Aonde esta Bella? – Edward perguntou á sua mãe. Ele já havia trocado de roupa. Estava vestido com uma calça jeans, uma camisa polo e sapatos esportivos.




–-Alice foi ajuda-la a trocar de roupa. – Esme respondeu.




–-Aqui esta a noiva... – Alice cantarolou saltitando.




Bella logo entrou no campo de visão de Edward. Ela usava um vestido branco curto. Estava pronta. Edward estendeu a mão para Bella, ela entrelaçou seus dedos nos dele.




–-É melhor vocês irem antes que percam o voo. As coisas de vocês dois já estão no carro. – Alice disse.




Edward e Bella se despediram dos convidados, entraram no carro em rumo ao aeroporto. O voo deles seria de primeira classe. Era um dos muitos presentes de casamento de Edward para sua esposa. Não demorou muito e seu voo já foi chamado.




–-Eu queria ficar perto da janela. – Bella disse fazendo bico.




–-Sente-se então. – Edward deu espaço para que ela se sentasse.




Eles então se acomodaram em seus devidos lugares.




–-Olá senhor, deseja alguma coisa? – Uma aeromoço disse á Edward.



–-Sim. Uma dose de whisky. – Edward disse sem encarar muito a mulher.




Bella apenas observava o descaramento daquela aeromoça. Ela usava uma blusa tão apertada, que mais parecia uma segunda pele e fazia siliconizados pularem para fora. Bella pigarreou chamando a atenção da vadia.




–-Oh, o que a senhora deseja? – A mulher lhe deu um sorriso desdenhoso.




–-Eu quero um saquinho de amendoins e uma garra de água sem gás. – Bella disse dando um sorriso forçado.




A mulher entregou a dose de whisky para Edward, e o saquinho de amendoins e a água para Bella.




–-Se precisar é só chamar. – A mulher disse lambendo os lábios. Edward deu um sorriso torto e bebeu seu whisky.



–-É claro que ele vai te chamar queridinha. Quando o inferno congelar, ok? – Bella disse com ironia em sua voz.





A mulher jogou o cabelo e saiu de lá rebolando. Como certas pessoas poderiam ser tão caras de pau? Será que Bella havia virado invisível? E o que mais lhe dava raiva era ver que Edward havia lhe correspondido com um sorriso torto. O fudido sorriso torto, que fazia as mulheres terem orgasmos só de olha-lo.




–-Você gostou dela? – Bella indagou com irritação enfiando seus amendoins na boca.





–-Claro que não. Sabe que eu só tenho olhos pra você minha gostosa. – Edward dizia já tentando infiltrar suas mãos atrevidas dentro do vestido de Bella.




–-Continue assim e você será bem recompensado. – Bella disse colocando a mão sob o membro rígido dele.





Foram cerca de 10 longas horas até desembarcarem no Aeroporto Roissy-Charles de Gaulle, na França.




Edward e Bella pegaram um taxi em rumo ao hotel, aonde ficariam por duas semanas de lua de mel. Queriam ficar mais tempo, mas Bella estava com 6 meses e não queria arriscar.



–-Bienvenue à l'Hôtel de Paris Plaza Athénée. (Bem vindos ao Hotel Plaza Athenee Paris.) – A recepcionista disse.




–-Bonjour La réserve est dans le nom d'Edward Anthony Cullen. (Olá. A reserva esta no nome de Edward Antony Cullen..) – Edward disse em seu frances impecavel.



A mulher digitou alguma coisa no computador e logo olhou para Edward com um sorriso de cegar os olhos. Parecia ate que ela havia visto o saldo bancario dele




–-Voici votre carte. Passez un bon moment.( Aqui esta o seu cartão. Tenha uma boa estadia.) – A mulher lhe entregou o cartão de acesso ao quarto.




Edward e Bella foram sendo guiado por um dos empregados do hotel, que carregava as 3 malas. Assim que chegaram em frente ao quarto, Edward deu uma gorjeta ao rapaz. Quando Bella entrou no quarto ficou de boca aberta. Ela ficou impressionada com a sofisticação do quarto. Não um simples quarto, era O quarto. Parecia até um apartamento.






–-Você gostou? – Edward a abraçou por trás.




–-Perfeito. – Ela disse.



–-E agora vamos a nossa noite de núpcias. – Ele disse malicioso.



–-Edward são 6 da manhã. – Ela disse rindo e Edward fechou a cara.



–-Cala a boca. Eu gosto de fazer amor de dia. – Edward já dava beijos no pescoço dela.




Bella se desvencilhou do abraço de Edward. Ele a olhou meio contrariado. Será que ela não via o quanto ele estava desesperado para senti-la?





–-Eu quero fazer uma surpresa. Me espera lá na cama. – Bella lhe deu um selinho e foi para o banheiro levando uma pequena mala.




Edward olhou em volta. O quarto era realmente enorme. Pensou nos tipos de loucuras que ele e Bella poderiam fazer ali. Era a suíte de núpcias, a mais cara de todo o hotel. Perto da cama havia um balde com gelo e uma garrafa de champanhe. Champanhe não era uma de suas bebidas preferidas, tinha preferência por algo mais forte como, whisky, ou licor. Mas parecia ser a única coisa disponível em seu campo de visão naquele instante.



Ele fechou as persianas deixando o ambiente mais escuro. Começou a retirar suas roupas, ficando apenas de boxer e se deitou na cama de barriga para cima com as mãos atrás da cabeça. Queria ver a surpresa que ela estava preparando.




Minutos depois a porta do banheiro se abriu. Bella saiu de lá vestido um robe de cetim branco. Edward adoraria ver o que havia ali por debaixo.




–-Vamos parar de enrolação Bella. Eu quero fuder. – Ele disse quase exasperado.



–-Não, não, não. Eu quero brincar primeiro. – Bella disse com um sorriso angelical se aproximando da cama.





Ela subiu em cima de Edward,se debruçou sob ele. Edward pensava que ela iria beija-lo, e até fechou os olhos esperando. Mas ele escutou o barulho de algo se fechando em seu braço. Tentou mexer as mãos, mas estavam presas. Ele olhou e viu em seus pulsos uma algema de couro.



–-Você não pode se mexer.



–-Eu espero que você tenha a chave disto.



–-Vamos no divertir.




Bella saiu de cima de Edward e ficou em cima da cama. Ela soltou o laço do robe. A primeira coisa que ficou a mostra ali foi sua barriga. Tinha momentos em que ela se sentia insegura com seu corpo. Mas aquele era sua lua de mel. Ela retirou completamente o robe e o jogou no chão. Edward então pode contemplar a lingerie branca que ela usava.





A única coisa que ele fez foi umedecer seus lábios com a língua. Aquela era uma cena bastante sensual.



–-Porra. – Ele gemeu.




Bella o torturava com seu jeito dominatrix. Ela voltou a se sentar sob ele com a perna de cada lado da cintura dele. Bella se agachou e começou a distribuir beijos pelo rosto dele, indo para o pescoço e descendo ao seu peito.




–-O que eu faço com você? Já sei! Estou com vontade de beber champanhe.




–-Bella, você sabe que não pode beber. – Edward a repreendeu.



–-Cala a boca. – Bella lhe deu um tapa estalado no rosto.





Ok, isso foi um pouco chocante para Edward. Tudo bem que Bella era sensual e bastante ousada quando o assunto era dominação, mas tapas? Isso era algo novo, diferente e ainda sim sexy.




–-Espera até eu sair daqui. – Edward disse com a voz rouca.




Bella lhe deu uma piscada de olho. Sabia que iria ser torturada depois que Edward se soltasse, mas teria que aproveitar esse momento. Ela pegou a taça de champanhe e derramou o liquido gelado no peito de Edward, escorrendo até seu abdômen. Ela então começou a lambe-lo. Quando terminava, derramava mais até acabar com o que tinha na taça; ela largou o champanhe de lado e foi dando beijos até chegar no cós da cueca que ele usava. Ela passou a mão rapidamente por sua enorme ereção.



–-Oh veja só como isto esta apertado. – Bella disse vendo o membro de seu marido querendo furar o tecido da cueca.




Com suas mãos, ela foi descendo a boxer dele. Seu membro soltou para fora rapidamente. Bella encarou aquele instrumento com tanto desejo. A ponta do membro de Edward já estava brilhando pelo pré-gozo. Bella começou a estimula-lo com suas mãos, fazia movimentos de cima para baixo. Ora rápido, ora devagar apenas para enlouquece-lo. Bella então decidiu chupa-lo. Começou dando uma lambida em sua glande, e pôs completamente em sua boca. Raspava seus dentes levemente por todo o cumprimento. Ela fazia isso tudo olhando para o rosto de Edward, que se contorcia, revirava os olhos, mordia os lábios. Eram diferentes expressões que mostravam o quanto ele apreciava aquele carinho.



O primeiro orgasmo de Edward foi só com as mãos e boca experientes de Bella. Ela engoliu todo o seu gozo e não deixou nenhuma gota.





–-Você é foda. – Ele disse entre dentes.




Bella sorriu torto. Ela pegou as chaves das algemas e se debruçou sob ele, e abriu a tranca.



Edward não esperou muito tempo e arrancou a parte de cima da lingerie dela. Seus intumescidos seios pularam para fora. Aquele parecia a Disney Land para ele. Ele caiu de boca nos seios dela. Bella soltou um gritinho de excitação e surpresa. Enquanto se deliciava com os seios dela, desceu suas mãos até a calçinha dela. Viu que ela já estava molhada, o jeito como ele queria. Edward enfiou suas abeis mãos dentro da calçinha dela e começou a estimula-la. As vezes a penetrava com os dedos, ou a acariciava. Bella já enlouquecia.




–-Por favor Edward. Eu não aguento mais. Me fode logo. – Ela implorava.



Edward se virou fazendo com que Bella ficasse por cima dele, claro que não sem antes retirar sua ultima peça de roupa. Bella ficou sentada em cima de cima. Se encaixou em cima do membro de Edward, e a penetrou. Ela apoiou suas mãos no peito dele para ter equilíbrio. A barriga atrapalhava um pouco, mas nada era impossível.




Os dois começaram a se mover lentamente. Edward era extremamente cuidadoso com ela, não extrapolava. Sabia das limitações dela.




–-Maiss... Maaiiss rapidooo. – Ela gemia alto.



Em resposta Edward começou ir mais rápido.





Bella foi a primeira a chegar no seu orgasmo arrebatador. Seu corpo se tremeu todo, e seus dedos do pé ficaram dormentes. Depois foi a vez de Edward, que com mais 5 estocadas gozou. Depois Bella pode relaxar em cima dele.



–-Isso só foi o começo. –Edward disse rindo ofegante e Bella fez o mesmo.




Bella se aconchegou em seus braços, e adormeceu. Edward ainda ficou acordado por alguns minutos observando Bella. Não acreditava que agora era um homem casado, e muito bem casado. Ele a apertou ainda mais e caiu no sono.



Sua lua de mel estava apenas começando, mas havia começado em grande estilo.

Irmandade Robsten Legacy Visite nossa Galeria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar saiba que:
1. Você pode se Cadastrar com sua rede social para comentar é muito simples. Clique AQUI para saber mais.
2. Comentários, imagens e links ofensivos a Robert, Kristen ou ao trabalho realizado por esse fandom serão deletados e banidos.
2. Evitem usos de palavrões e confusões pois esses comentários serão deletados e colocados na lista de SPAM.
3.Links de sugestão de máterias por favor enviem para irmandaderobsten@hotmail.com ou no nosso chat.